ginseng

ginseng
loja greenbell

quinta-feira, 22 de maio de 2008

Viva natural

Viva Natural

Dr.Byung Il LEE










Mandando meu coração para todas os Terapeutas Naturais do Brasil, gostaria de dividir a nossas alegrias e nossas tristezas aqui na terra como no céu.







Mestre Pan Yi Bo-Acupuntura (Presidente da IECHIN)
Drª Lucia de Bartolo- Florais Bach (Alma Florais)
Cleusa Nascimento – Fitoterapia
Maria Aparecida Pimentel- (Assoc,Sooji Chim/PR)
Karina Zanin – I.M.O./Chapecó
Dr.Volnei Morastoni – Deputado Estadual
Antonio Carlos Konder Reis – Deputado Federal
Maria Terezinha –Assoc,Massoterapia Holistica/Blumenau
Marcos Wonderik –Instituto de Holo
Tatiana Westphal wojtech –I.M.O/Joinville








Cura Natural



Muitas pessoas consideram a cura natural uma alternativa radical ou talvez mística para os cuidados médicos tradicionais. Para elas, talvez exista um lugar para a cura natural; mas quando se trata de algo sério envolvendo a saúde, o melhor que cura natural pode fazer é adotar um olhar de respeito, encher sua cestinha de ervas, grãos integrais, vitaminas e exercícios e fugir pelos fundos, sem bater a porta.

Até pouco tempo atrás, esse era o conceito que eu tinha da cura natural. Mas ao escrever este livro, descobri que a verdade é exatamente o oposto de que imaginava.

Os cuidados médicos tradicionais, como raios X, testes de laboratório, drogas e cirurgias, podem constituir um instrumento inestimável quando necessário. Mas assim como acontece com o fogo, o cuidado médico podem chamuscar mãos descuidadas e às vezes, consumir o inocente.

A cura natural não é capaz de certas possíveis aos cuidados médicos tradicionais. Mas nem a melhor medicina tradicional é capaz de fazer algumas coisas importantes possíveis à cura natural. Como diz certo médico, vale a pena lembrar que durante quase toda a existência da humanidade sobre a Terra conseguimos sobreviver e espalhar a nossa espécie sem qualquer cuidado médico.
Ainda hoje, a maioria das pessoas possui acesso muito limitado aos cuidados da medicina moderna.

Mas o importante é que a cura e a medicina tradicional não se excluem mutuamente. Cada uma tem suas vantagens e limitações.
Elas se sobrepõem em muitas áreas. É um fato significativo que o interesse pela cura natural hoje em dia talvez seja maior entre médicos jovens, formados por alguma das mais famosas escolas de medicina.

Podemos nos indagar por que esses jovens médicos, com as mentes repletas das maravilhas da medicina contemporânea, demonstram imenso interesse pela cura natural. E isso nos leva a compreender porque a cura natural é uma abordagem da saúde basicamente muito mais conservadora do que a pratica médica é uma cura rápida, por meio da introdução no corpo, de substâncias ou instrumentos antagônicos ao fator ou fatores que causam a doença. Para o romancista Robert Gover, a hora em que um médico fica mais feliz é quando “pode pular em cima de uma doença e mata-la com os pés descalços”. Ele deseja ver que ele é o responsável Poe esses resultados. Em virtude desse desejo de uma vitória rápida e decisiva, a tática médica tende a ser temerária, dramática, arriscada e dispendiosa.

















1. RESPIRAÇÃO NATURAL

A respiração é o primeiro e último ato do ser humano. Por definição, o ar é o alimento vital para o homem, que consome aproximadamente 12.000 litros de ar pôr dia, em condições normais. A insuficiência, ou a má qualidade do ar faz com que as pessoas, com o tempo acabem por abreviar a sua morte.
Apesar disto, as pessoas não se preocupam a respirar de forma correta e na maioria dos casos não se importam com a pureza e condições do ar que respiramos.
A respiração natural é uma respiração profunda, iniciando pelo nariz, órgão que recebe e filtra o ar que chega aos pulmões. A capacidade dos pulmões é de 3 á 4 litros de ar a cada inspiração.
Quando a respiração é superficial e apressada, o homem diminui sua capacidade respiratória em um quinto. Isso é prejudicial à saúde, pois renova apenas uma oitava parte do conteúdo pulmonar, e deixa inativa a parte superior dos pulmões. Com isto, o local fica propício a infecções.
A respiração natural, profunda infla a parte inferior do abdome e enche o peito, realizando uma importante ação de massagem nos órgãos internos e suprindo a necessidade de oxigênio no sangue. Até aqui nos referimos basicamente à respiração pulmonar, que é a mais importante.
Entretanto, não se pode deixar de lado a existência da respiração através da pele (por seu intermédio absorvemos e eliminamos uma quarta parte do oxigênio que necessitamos). Quando esta respiração se dificulta pode chegar, em casos extremos, a ocasionar a morte. Pôr isto é tão importante o revestimento natural (a nudez nos casos apropriados), de que trataremos mais adiante.
De todas as formas, é de pouca utilidade a respiração profunda, se o ar não está totalmente puro e fresco. Este ar é oferecido pela natureza com generosidade nos espaços abertos, livres, e esta fonte natural devem ser preservadas. A natureza nos oferece grandes máquinas purificadoras de ar que são as áreas verdes, árvores e plantas, parques e jardins. É incompreensível que nas cidades, as áreas verdes ocupem uma área tão pequena, visto a importância de se ocupar todos os espaços disponíveis.
Fugir dos espaços fechados, viver e trabalhar em ambientes arejados (próximo a correntes de ar) e dormir com as janelas abertas, rodeadas de abundante vegetação são normas vitais para o naturista.
Finalmente, não podemos desconsiderar a questão do tabagismo. Aqui há uma enérgica condenação ao hábito de fumar. Nenhum naturista deveria admitir o tabaco, que prejudica estupidamente a saúde não só do fumante, mas de quem convive com ele.




2. LÍQUIDO NATURAL


A natureza nos oferece a água pura como fonte de líquido natural para ser consumido. Não somente água cristalina de mananciais, rios e correntes subterrâneas como também a água biologicamente elaborada de frutas e verduras (especialmente melões, laranjas, cocos, uva, melancias, enfim.).
As águas minerais condicionadas nem sempre são recomendáveis, pois podem conter em sua composição substâncias inorgânicas que o corpo não consegue assimilar, e que recarregar o trabalho dos rins.
Hoje em dia, é fácil manter um consumo saudável de líquidos naturais, pois a modernidade nos presenteou com eletrodomésticos que facilitaram as trocas entre os líquidos naturais contidos em sumos e sucos de frutas e verduras, e estes são muitos recomendados.
A água e em geral os líquidos devem ser bebidos sempre se saboreando lentamente, em pequenos goles e quantidades moderadas, de preferência em temperatura natural, nunca excessivamente frios ou demasiados quente.
A água é um grande solvente natural. Para obter este efeito no organismo é recomendado ingerir bastante água em jejum, pela manhã e também antes de dormir. Este hábito age como um perfeito depurativo, mantendo limpos, ativos e sãos, os rins, estômago e intestinos. Não se recomenda beber líquidos junto com a comida, pois diluem os sucos digestivos e aumentam o tempo de digestão.
A água é totalmente indispensável para o bom funcionamento do corpo humano, ela é o componente mais abundante em nosso corpo ocupando 70 % de nosso peso .
Diariamente se necessita repor de um litro a um litro e meio de água para que o corpo desenvolva naturalmente suas funções. Todos os extras, tanto por excesso como pela falta é prejudicial. A falta de líquido no corpo produz câimbras, debilidade, hipertensão, desidratação e em caso mais severos a morte.
Em caso de apuro as águas fervidas das chuvas podem ser ingeridas, mas não são recomendadas por carecerem de indispensáveis elementos minerais. A carência destes elementos faz com que nosso organismo perca os minerais, podendo causar desmineralização do mesmo.
Igual como ocorre com o ar, também a pele é um importante veículo de intercâmbio da água com o corpo. Durante os banhos de sol e de ar, é importante que a pele entre em contato com a água para que não sofra uma desidratação, isso auxilia o favorecimento da abertura dos poros e facilita a transpiração e eliminação de toxinas.
Em períodos de calor e após os exercícios físicos que esquentam energicamente o corpo, é recomendado tomar banho ou ducha antes de vestir-se.



Para onde vai a água


A água desempenha várias funções no corpo, como é visto na tabela abaixo:

Porcentagem Localização

55% no interior das células
7,5% plasma sangüíneo
20% Linfa ( encontrada nos espaços entre as células)
2,5% Líquido cerebrospinal (circunda o cérebro e a
medula espinhal), fluido dos olhos e dos ouvidos
7,5% nos ossos
7,5% no tecido conjuntivo ( que separa, protege e
sustenta os diversos órgãos do corpo)





3. ALIMENTAÇÃO NATURAL



A alimentação natural do ser humano, é aquela oferecida pela natureza. A alimentação se diferencia de acordo com o local e época mais favorável para sua produção.
A primeira regra da alimentação natural é comer só o necessário, sem excessos, e sem gula.
Para que não se produzam carências, é preciso ingerir uma ampla gama de alimentos naturais, não sofisticados. Deles o corpo extrairá os elementos nutritivos indispensáveis, como: proteínas, hidrato de carbono, gorduras, vitaminas, elementos minerais, fibras, e água.
Quanto mais próximo o alimento está de seu estado natural, mais saudável será o alimento. Pôr este motivo são tão recomendáveis e mais apetitosas as frutas consumidas junto ao pé da árvore, ou as saladas a base de hortaliças da própria horta. Devemos comer alimentos refrescantes, leves e de fácil digestão, de forma que esta não sobrecarregue o organismo e nem dificulte a evacuação. A alimentação vegetariana é considerada saudável pois cada um poderá comprovar em seu próprio corpo os benefícios que estes alimentos proporcionam.
A prisão de ventre é um sintoma de mau funcionamento do corpo podendo causar graves enfermidades. Deve ser combatida com uma alimentação natural, abundante em celulose, que são encontradas em alimentos integrais e não refinados.
Em alguns ambientes existe excessiva preocupação pelas relativas incompatibilidades entre os alimentos. Não há porquê se preocupar. O organismo dispõe de recursos para defender-se delas. Cada pessoa deve conhecer suas possibilidades digestivas e adaptar-se a elas se quiser ter digestões fáceis.
É especialmente importante a forma de comer, mastigando e enlevando profundamente todos os alimentos, incluindo os líquidos. Devemos evitar enviar ao estômago qualquer alimento que não esteja convertido previamente em uma massa pastosa. Também é importante o lugar onde se come, que deve ser ensolarado, alegre e em companhia de pessoas agradáveis.




4. EXERCÍCIO NATURAL


A necessidade de exercício é uma lei fisiológica. O movimento é vida, e a paralisação é morte.
Para nossa saúde física e mental devemos manter todos nossos órgãos em funcionamento constante, realizando exercícios sem excessos.
Um membro ou um órgão que não exerça sua função acaba atrofiado, perdendo sua capacidade de ação. O exercício ativo a circulação sangüínea, reforça os tecidos e dá a necessária agilidade ao corpo, acentuando o domínio sobre o mesmo.
O exercício é indispensável para produzir a transpiração, através de uma pele livre de obstáculos, que libera o organismo de toxinas e de resíduos de desgaste orgânico.
Todo o mundo, e especialmente as pessoas que realizam trabalhos sedentários devem realizar cada manhã e se possível ao ar livre, ou em um local com as janelas abertas, uns minutos de exercícios- Tai Chi Chuan

O Tai Chi Chuan é uma arte chinesa extraordinária e antiguíssima.
Ele consiste de uma série de movimento lento, criado originariamente como arte marcial. Realizando movimentos lentos, o praticante aprendia a gerar e a usar o chi em situações de combate.
Os movimentos levavam o chi para os músculos e para pele da pessoa, o que aumentava sua sensibilidade para a energia e a capacitava a sentir o que o oponente iria fazer antes que a ação ocorresse.
Poucas pessoas atualmente compreendem as aplicações marciais do Tai Chi Chuan. A maioria o pratica como um método para melhorar a saúde. Faz-se isso aprendendo a produzir e a identificar o chi no corpo. Formando uma reserva da energia pela prática dos movimentos, ela começara a fluir pelo corpo, o que aumenta nossa saúde e aptidão física.

O Tai Chi Chuan de estilo livre é simplesmente uma seqüência de movimentos que você mesmo resolve e pratica com base em suas características individuais. Algumas pessoas são altas; outras são baixas; algumas são fortes, enquanto outras são fracas. Devido a essas variações, cada um de nós tem seu próprio modo de ser movimentar. Aprenda a descobrir por si mesmo o que é bom para você.
Por isso, experimente sempre e muito.
Na prática do Tai Chi Chuan, é importante movimentar-se o mais lentamente possível. Seus movimentos devem ser controlados e intencionais. Por exemplo, use a imaginação e movimente-se como se estivesse caminhando na água. Praticar numa piscina, num lago ou mesmo sentada na banheira pode ser um modo excelente de aprender algumas habilidades relacionais com o movimento.
Ao movimentar-se, concentre-se em sentir O Fluxo. Perca-se nas viagens que O Fluxo realiza através do corpo. Provavelmente você sentirá um impulso, que é seu corpo dizendo-lhe o que fazer. Se você sentir um certo temor, ponha uma música que seja do seu gosto.


Quando dispomos de mais tempo devemos realizar também trabalhos de jardinagem e agrícolas que favorecem o corpo todo e fortalecem a musculatura e a pele, relaxam o espírito e tonificam o sistema nervoso. Experimentalmente tem-se mostrado benéfica a interação que existe entre as plantas e quem as cultiva com carinho. O trabalho agrícola, além do mais, permite dispor habitualmente de alimentos naturais frescos, cultivados segundo as normas biológicas.
A natação e o remo são dois esportes especialmente recomendados, pois desenvolvem harmoniosamente toda a musculatura, ativando todas as funções vitais.Neste ou em qualquer outro esporte não se deve exigir do corpo mais do que naturalmente ele possa conseguir. Não se deve participar de competições sem um prévio treinamento adequado para deixar o corpo em condições de realizar normalmente o esforço solicitado. Caso se notem sinais de fadiga deve-se abandonar a competição.
O único exercício que não tem contra indicações é a caminhada ao ar livre tendo cuidado para fazer uma respiração ritmada e profunda. Caminhar descalço sobre a grama umedecida pelo orvalho matutino é muito recomendado como tonificante nervoso.





5. DESCANSO NATURAL


A finalidade do descanso é permitir recuperar-se do desgaste produzido pelo exercício e poder dar ao corpo a disposição de liberar novas energias físicas e mentais. É uma merecida compensação pelo desgaste do trabalho, exercícios e fadiga do dia a dia. Há três tipos de descanso:

1) O descanso que se consegue simplesmente mudando de atividade. É importante saber complementar as atividades sedentárias com as ocupações que exigem exercício corporal.
2) O descanso que se consegue com o relaxamento geral consciente através de exercícios de Tai Chi Chuan de Estilo Livre, e outras técnicas orientais. Indispensáveis nos momentos atuais em que o homem da cidade está acometido de tantas agressões exteriores enervantes, totalmente antinaturais. Recomenda-se antes de comer.
3) O sono. A própria natureza nos marca a pauta de sua duração: do pôr do sol ao nascer do sol... Mais tempo no inverno e menos no verão. As crianças necessitam de mais horas de sono que os adultos. A cama deve ser algo duro, para prevenir desvios da coluna. O excesso de cobertor dificulta o descanso, o corpo estar nu, livre de opressões que dificultam a circulação do sangue e a revitalização da pele. Deve dormir-se com a janela aberta durante todo o ano. Não é conveniente dormir sobre o lado esquerdo, pois com esta postura as vísceras comprimem o coração, dificultando suas funções. Tampouco é conveniente dormir durante a digestão ou com o estômago repleto, pôr isso se orienta deixar transcorrer algumas horas após a ceia, que deverá ser leve, a base de saladas, frutas, iogurte e mel.




6. VESTIMENTA NATURAL


O ser humano tem a pele apropriada para estar em permanente contato com o ar e os demais elementos naturais, dispondo de uma estrutura conveniente para obter proveito dos mesmos para a realização das funções vitais. Disso se deduz que o homem deveria viver nu quando as condições ambientais permitirem, caso contrário, deve-se utilizar roupas naturais indispensáveis para proteger-se convenientemente sem desfazer-se dos elementos naturais que são fontes de saúde e vida.
A pele, com seus milhões de poros, tem uma dupla função: eliminadora e absorvente. Através da pele se elimina normalmente uma terceira parte dos dejetos orgânicos, o restante é eliminado pelos rins. Quanto mais ativa a função eliminadora de uma pessoa através de sua pele, menos será a sobrecarga do trabalho de seus rins, isso é uma vantagem pois os rins são mais delicados que a pele. Por este motivo é muito recomendado realizar cada dia uma boa transpiração, mediante exercícios físicos ou outros bons meios (sauna, banhos de vapor, etc...).
A pele humana tem também uma importante função absorvente nutritiva, recebendo água, oxigênio do ar, calor e luz do sol e incluindo outras energias cósmicas ainda não tão estudadas.
Quando a pele tem função absorvente ela age similar ao pulmão. Em caso de alterações ou paralisação das suas funções (por queimaduras, obstruções, etc) pode haver intoxicações e em casos graves a morte.
Para realizar corretamente sua dupla função, a pele necessita estar livre em contato direto com o ar, a luz e o ambiente. As duchas frias de curta duração, fricções e compressas ativam as funções da pele e da circulação sangüínea, com importantes resultados preventivos e curativos de forma totalmente natural.
As roupas utilizadas deverão ser amplas, permitindo a circulação do ar sobre a pele, e não dificultando a transpiração ou a livre circulação do sangue. Em contato com a pele se utilizam tecidos de origem vegetal, linho ou algodão. Deve se evitar tecidos de materiais plásticos, pois estes produzem efeitos elétricos no corpo.
Uma parte importante de nossa vestimenta é o calçado. O ideal seria, como no caso da roupa, poder andar todo o dia descalço, com a planta do pé em íntimo contato com a terra, pois é dela que provém as correntes magnéticas e cósmicas. O calçado deve ser amplo, poroso e flexível. É totalmente antinatural o uso de sapatos de salto.




7. AMBIENTAÇÃO NATURAL


As condições ambientais e climáticas são de fundamental importância para a saúde, e o homem se vê obrigado a adaptar-se para sua sobrevivência.
Há diversas variações de solo, selvas tropicais, condições climáticas e isso influi muito nas condições de vida dos homens e animais.
Quando expostas ao sol, as pessoas devem usar poucas roupas, mas em climas frios, em pleno inverno, necessitam resguardar-se para evitar excessos. Nos casos de sol forte, o ser humano deve permanecer na sombra, para evitar prejuízos e ardores no corpo. Desta forma se beneficiam da luz solar ao mesmo tempo em que estão protegidas.
As árvores, por outro lado, são o melhor amigo do homem, protegem do sol, purificam a atmosfera, regulam as chuvas, ao mesmo tempo em que suas raízes enriquecem o solo e previnem a erosão.
O bosque é uma fonte de riqueza, não é possível imaginar o Éden sem um frondoso vale repleto de todos os tipos de árvores frutíferas, e em algum ponto privilegiado do litoral mediterrâneo, que é o clima ideal para a prática do naturismo integral, mas cujo equilíbrio diminui, cada dia mais ameaçado pela causa da ação de desenvolvimento das industrias, perfurações petrolíferas, a pesca exaustiva, as usinas nucleares, etc....
Os naturistas devem participar ativamente de forma pacífica dos movimentos ecologistas, a fim de fomentar o reflorescimento, a conservação da paisagem e a interrupção de todo o processo contrário à integridade da natureza, enfim para permitir que todos desfrutemos do ambiente natural indispensável para a saúde.





8. MEDICINA NATURAL


Existe uma lei natural chamada de “a conservação do indivíduo e da espécie” que atua em diversos aspectos do indivíduo e da sociedade, influenciando poderosamente em sua conduta respectiva. Dentro desta lei, a força vital tende sempre a conservar a integridade e normalidade funcional do indivíduo.
A medicina natural se baseia no aproveitamento desta força vital, de acordo com o pensamento fundamental e imprescindível de Hipócritas, chamado com razão de “o pai da Medicina” que há mais de dos mil anos, estabeleceu esta frase: NATURA CONSERVATRIX ET MEDICATRIX.
Isto significa que, tanto em casos de transtornos crônicos como em crises agudas, se deve deixar a natureza trabalhar sem interferir seus desígnios nem paralisar sua ação com a administração de drogas tóxicas, podendo assim ajudar as reações defensivas do organismo, facilitando os sintomas eliminatórios.
A cura de uma enfermidade pode se dar através do sistema alopático, terapêutica repressiva ou violenta, que empregam muitos médicos: intervenções cirúrgicas, drogas, produtos da indústria química farmacêutica, etc... Ou pela terapêutica natural, que sozinho, pode auxiliar com força natural o VIS MEDICATRIX de cada indivíduo, com estímulos ou excitantes tirados da própria natureza.
A resolução da doença através do primeiro sistema pode ser mais espetacular que com o segundo, mas é este que não o danifica nunca, embora mais lento, entretanto muito mais seguro e que se propõe a mudar e eliminar as causas perturbadoras que causam dor e desequilíbrio biológico.
O efeito, o corpo humano, ajudado pela natureza mediante a sábia aplicação dos agentes naturais, tendem a recuperar seu equilíbrio funcional, portanto a saúde perdida. As intervenções de agentes estranhas à natureza podem produzir a cura de determinada doença ou eliminar determinados sintomas e moléstias, mas na realidade está introduzindo no corpo humano novo causas de desequilíbrios que se manifestaram em longo prazo.





9. MENTALIDADE NATURAL


Como disse o Naturopata Joan Amigo Barba, o homem é uma criatura inteligente, e pôr tanto, tem uma mente que cultivar.
Todo homem que queira ter uma saúde perfeita e equilíbrio mental e emocional deve observar o princípio do exercício físico e mental. Qualquer membro que não se utilize, se atrofia e degenera-se quando não empregado corretamente. A mente é uma faculdade que devemos cultivar se queremos que ela esteja sã e equilibrada.
Quem só pensa em cuidar e exercitar o corpo, e descuida da mente não pode chegar nunca a ter um equilíbrio entre ambos. Do mesmo modo, quem tem somente a preocupação de cultivar a mente, e descuida do corpo tampouco será uma pessoa equilibrada, pois o corpo tem relação e influencia diretamente a mente, e a mente o corpo. Somente com cuidado e desenvolvimento harmonioso de ambos pode haver um resultado ao homem equilibrado, são e feliz.
A leitura é um dos meios com que se pode cultivar a mente. Há um ditado que diz: “Tu és o que comes e também és o que lê”. Ambos estão certos e podem ser verídicos pois o homem vai se formando do que ele come, e segundo a qualidade dos alimentos assim será seu sangue. Seus músculos, seus nervos, inclusive seus ossos.
Também a mente depende de alimento diário, ou seja, do que se lê, estuda, ou medita cada dia.
Antes de existir a televisão, as pessoas liam bem mais do que agora. Invadindo a intimidade dos lugares, a leitura, que se limita quase que pôr completo a publicações periódicas. A péssima qualidade desses programas repercute deteriorando o nível cultural das massas e favorecendo a bestialidade, o alcoolismo, e a delinqüência, cada dia em aumento. Infelizmente, agora pode disser-se “Tu és o que vê na televisão”. As mudanças confirmam, e por isto nossa repulsa a televisão atual.
O naturista há de considerar que, para ter uma boa saúde, é indispensável a higiene, tanto física como mental.
Devemos limpar cuidadosamente nossa pele e trocar freqüentemente de roupa, respirar sempre ar puro e manter nossas casas limpas e ensolaradas. Mas observando sobre tudo, uma correta higiene mental. O natural é pensar corretamente. É a melhor higiene mental e física que um indivíduo pode observar, a qual dará todo o vigor a todo o ser. O estudo, a compreensão e a meditação sobre as perfeitas leis que regem a natureza são o melhor antídoto contra qualquer infecção ou enfermidade do nosso corpo, nossa alma ou nosso espírito.
Finalmente, onde não há pensamentos elevados e altruístas, pode haver ódio, fanatismo ou crueldade, não podendo haver boa consciência. E quem não tem boa consciência, respira dificilmente, suas digestões são perturbadas, seu sangue se contamina, seus nervos se desequilibram e todo o corpo se contamina.





10. SEXUALIDADE NATURAL


A vida naturista proporciona um princípio de formação sexual da maior importância, ao desumidificar os órgãos sexuais do corpo humano, e concedendo à sexualidade humana, a importância que tem dentro do desenvolvimento humano, somático, psíquico e afetivo, tanto do indivíduo como da comunidade em que se vai realizando paulatinamente, e que naturalmente na família, deve engajar-se com o tempo, para a formação de novas famílias.
Dentro do conjunto de leis da saúde humana, a sexualidade é sem dúvida de maior compromisso, já que não só afeta normalmente ao indivíduo como unidade, e sim como que o situa em um contexto de relação com outras pessoas, com seu parentesco a descendência e a sociedade humana em geral.
Sim, a saúde de um indivíduo é muito importante, já que afeta a todas as funções físicas e mentais de sua própria sobrevivência. A sexualidade não só influí nas faculdades físicas e mentais como na própria sobrevivência do indivíduo, e afeta também seu parceiro e sua descendência, aspectos que toda pessoa humana de responsabilidade tem que levar muito em conta.
Está demonstrado que uma sexualidade desequilibrada (pôr excesso, privação ou qualquer outro motivo), dos ritmos que a própria natureza pede e oferece, acaba pôr originar enfermidades físicas e mentais, especialmente neurastenia e outros distúrbios nervosos, considerados como condutas antinaturais patológicas nos indivíduos que se vêem submetidos a este desequilíbrio.
Os animais que vivem em liberdade na natureza nos dão sua medida da sexualidade, utilizando suas possibilidades genéticas contadas vezes ao ano. O Homem atual, submetido a uma infinidade de estímulos sexuais (que produzem boas respostas a quem os proporcionam), como são meios audiovisuais, licores, estimulantes, colas, tabaco, drogas, etc., arrasta uma mentalização sexual do tipo machista e consumista, que resulta num desvio da naturalidade, nos aspectos físicos e mentais, assim como sua própria vida, favorecendo a crescente sub-normalidade que se registra em decadência.
A comida e a bebida totalmente natural, o exercício e o descanso naturais, a vestimenta natural, o revestimento natural, a pele, enfim, a vida natural, atualmente, é o que o ser humano se busca para alcançar a maior idade, em único sistema para manter uma sexualidade equilibrada natural.
Situamos a sexualidade em último lugar, não porque a consideremos nesta situação na escala de valores, e sim ao contrário, porque é um resultado feliz do conhecimento e aplicação de todas as normas precedentes.

Um comentário:

Rodney Rezende disse...

Fico muito orgulhoso e feliz de paticipar desta imensidão de conhecimentos por onde podemos navegar em um mar infinito de oportunidades de se manter dentro de um equilibrio natural da vida. A medicina alternativa, também conhecida como medicina oriental, mostra que para ter uma vida saudável é necessário manter o equilíbrio do corpo. Quando uma emoção, seja ela de alegria, tristeza, preocupação ou irritação, se torna constante na vida de uma pessoa, ocasiona um desequilíbrio das vias energéticas do corpo, podendo prejudicar diversos órgãos, como o coração, rim, pulmão, dentre outros. A medicina oriental existe há mais de três mil anos. Antigamente, era ensinada por mestres discípulos que dominavam as técnicas buscando a cura. É um privilégio muito grande em ter como mestre e amigo Dr Lee, e tenho certeza que ao final desta jornada estaremos en sintonia com o propósito de nossas vidas. Rondey Rezende